quarta-feira, 30 de maio de 2012

terça-feira, 29 de maio de 2012

Uma Carta de Deus Pra Você

Chegou o tempo de voar!

Chegou o tempo de se entregar por completo, sem reservas!

Chegou o tempo de Me conhecer no mais profundo, como você nunca me conheceu antes.

Você tem medo da entrega, pois teme perder o controle de você mesmo.

Mas, para você me conhecer de verdade você vai ter que se perder em mim e deixar Eu ser através de você.

Você me questiona sobre o tempo e Eu te digo que o tempo é HOJE.

Não quero mais ver você dando voltas em torno de suas próprias escolhas e não chegando a lugar algum... Se perdendo de você mesmo e de Mim.

Se você olhar pra Mim eu vou refletir o mundo para você!

Se você olhar pra Mim você vai compreender que não há razão que eu desconheça...

Você não precisa se justificar, se explicar.

Eu te conheço!

Eu sei quem você é, quem você era e o que vai ser em Mim.

Só em Mim você vai encontrar a liberdade que tanto anseia.

Eu Sou a tua liberdade!

A minha graça é o tamanho da Tua liberdade!

Mas, quero que o meu amor por você seja a Tua maior escolha, o Teu lugar.

Se você andar comigo eu vou te ensinar a amar.

Amar é aceitar o amor, é aceitar ser amado primeiro.

Se você entender que Eu Sou o amor e que Eu habito em você, você não vai mais achar que não é capaz de amar.

Eu te amo e o meu amor te basta!

Não tente procurar explicação para isso, você nunca irá compreender de forma lógica.

É algo que você precisa se abrir para viver, para sentir.

Você nunca irá se satisfazer com pessoas, lugares, coisas, ou na religião...

Eu não permito com que você se sinta confortável na ilusão.

Sou eu que faço isso em você, porque te quero no mais profundo.

Eu tenho profundidade, intensidade e satisfação pra você!

Tudo isso está em Mim somente!

Eu não te acuso, Eu não te julgo.

Eu te amo e te quero livre, pleno, por inteiro e não em pedaços...

Eu Sou aquilo que você tanto anseia e eu anseio por mais de ti!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Wash One Another's Feet





Jesus once said to His disciples:

"When He had finished washing their feet, He put on His clothes and returned to His place.
Do you understand what I have done for you? He asked them.
You call me Teacher and Lord, and rightly so, for that is what I am.
Now that I, your Lord and Teacher, have washed your feet, you also should wash one another's feet.
I have set you an example that you should do as I have done for you.
Very truly I tell you, no servant is greater than his master, nor is a messenger greater than the one who sent him.
Now that you know these things, you will be blessed if you do them."

Jonh 13:12-17

quarta-feira, 23 de maio de 2012

O Dia em Que Ele Sentou Ao Meu Lado

Nesse post venho compartilhar a maior e mais linda experiência de toda a minha vida. Sabe um daqueles dias em que você se sente a pessoa mais privilegiada do mundo? Mesmo sabendo que você é a menor de todas. É algo mais do que ganhar na mega sena acumulada, com um bilhete que você achou na rua. Comparações vão ser pequenas para expressar o que de fato aconteceu comigo naquele dia e como eu me senti. Mas, vou tentar colocar em palavras, pela primeira vez.

Antes de contar a experiência em si, que aconteceu a muitos anos atrás, quero comentar um pouco sobre como eu me encontrava antes dessa experiência acontecer. Eu até então era uma adolescente rebelde, e sentia dentro de mim uma sede por algo maior. Era um vazio e um desespero por encontrar o sentido dessa vida. Desde pequena, o superficial nunca foi capaz de me satisfazer. O que me fez, por um lado, tentar encontrar o mais profundo através da música, dos livros, da poesia, da arte. Eu não gostava do que era mais comum para os adolescentes da minha época, era chata até (risos). Eu era viciada em música, de reggae, como Bob Marley a heavy metal, como Metallica, Iron Maiden (risos). Passava horas e horas por dia ouvindo MPB como Caetano, Gil, Elis Regina, Chico Buarque, Marisa Monte, entre outros... Ou rock mais alternativo como The Doors, Pink Floyd, Janis Joplin, The Beatles, Ben Harper, Pearl Jam, etc... Gostava de ler e de escrever meus pensamentos também. Mas, essa sede pelo mais profundo me fez buscar em fontes erradas também. Sempre em busca do amor ideal, o homem perfeito, busquei em relacionamentos mundanos, algo que não era capaz de me preencher por completo, sempre me dava mal no final (isso não mudou muito até hoje, mas creio na restauração de Deus para essa área da minha vida. Deus é fiel!). Ao mesmo tempo, comecei a buscar nas drogas, desde muito cedo, essa busca por sentido. Era uma necessidade de anestesiar a dor que as questões existenciais me provocavam. Sempre fui uma pessoa meio filosófica demais, melancólica muitas vezes. E eu queria experiências maiores. Eu queria encontrar o sentido das coisas. Mas, as diferentes fontes, boas ou ruins, só aumentavam ainda mais a minha sede. Busquei nas fontes erradas, porque mesmo tendo tudo, uma mãe maravilhosa, uma família incrível, eu não tinha o mais importante, Deus, em minha vida. Infelizmente, essa é a realidade de milhares e milhares de adolescentes e jovens das mais diferentes classes sociais.

Eu não cheguei a ser viciada em nenhuma droga. Mas, sei que fui muito além do que deveria. Comecei a beber muito cedo. Fumei maconha pela primeira vez muito cedo. E cheguei a fumar todos os dias durante um tempo. Ela, no começo me fazia ver o lado mais "transcedental" da vida. Tudo ficava potencializado a mil, o que eu amava. Mas, o efeito não passava de algo produzido artificialmente. Era uma ilusão que eu me apegava. A princípio a ilusão satisfaz, mas depois a vontade por algo verdadeiro e profundo só tende a crescer mais e mais. Depois de algum tempo nessa vida, já não sentia mais a euforia do começo. Minha vida estava literalmente paralisada e eu estava começando a me dar conta disso.

Os meus olhos começaram a se abrir porque havia alguém que estava orando por mim. Meu pai, o primeiro a se converter em minha família, foi o homem mais sábio desse mundo quando descobriu que eu estava fumando maconha. Assim que soube me levou para almoçar para conversarmos a respeito. Lembro até hoje do olhar de decepção dele ali diante de mim. Ele nunca esperava isso da minha parte. Pois, eu nunca tive cara de quem fazia algo errado, mas fazia... risos. Sei que ele me olhou bem fundo nos meus olhos e disse assim: "Eu vou orar e você vai parar de fumar!". Ele não falou mais nada, não deu sermão nenhum. Eu sem saber o que responder, fiquei quieta, mas, senti o impacto daquelas palavras. Dentro de mim, sabia que algo ia acontecer, mas ainda não queria parar. Eu achava que ia fumar pro resto da minha vida. Enfim, um pouco depois disso comecei a não sentir mais prazer em fumar. Eu ficava entendiada, sem vontade de fazer nada. Já não tinha mais a graça do começo. A vontade de parar começou a nascer dentro de mim.

Sei que um dia estava sozinha em meu apartamento e como de costume ia fumar um "baseado" e assistir algo na televisão para passar o tempo. Mas, naquele dia algo dentro de mim fez jogar o pouco de maconha que eu ainda tinha na privada. Estava determinada a parar de fumar. Eu mal imaginava que aquele dia, aparentemente entediante, comum, ia ser o dia mais lindo de toda a minha vida.

Fui assistir televisão e "sem querer" me vi, pela primeira vez, assistindo um culto do Apóstolo Estevam Hernandes. Naquela época não era algo comum ver cultos serem transmitidos quanto é hoje em dia. Era como se toda aquela pregação fosse feita para mim. Deus de fato estava falando diretamente comigo, essa era a minha sensação. Eu só conseguia chorar. 

De repente, o momento mais inesquecível aconteceu. Eu senti, de forma palpável, JESUS, sentado ao meu lado. Eu não podia vê-lo, mas Ele estava ali ao meu lado. Imagina, a coisa mais sublime, mais maravilhosa, a alegria mais profunda, a experiência mais incrível que você poderia ter... Eu não conseguia acreditar que aquilo estava acontecendo comigo! Foi muito louca a sensação que eu tive. Porque, diante da beleza, da santidade, da pureza, da luz Dele, eu pude me enxergar pela primeira vez. Eu vi quão pecadora eu era, quão não merecedora eu era. O homem mais maravilhoso, mais poderoso, mais importante desse universo estava ali diante de mim. O próprio Filho de Deus! Eu lembro de "olhar" pra Ele, chorando e rindo ao mesmo tempo, e falar assim: Jesus eu não sou digna do Senhor estar aqui. Mas, eu senti Ele me olhando e dizendo as palavras mais lindas desse mundo: "Eu estou aqui porque eu te amo!". Eu não conseguia parar de chorar de alegria, espanto, gratidão diante do que estava acontecendo. Tive uma certeza aquele dia. O Amor é uma pessoa. E essa pessoa é JESUS. O Amor me marcou naquele dia, pra sempre. Após essa experiência, não há como eu questionar a existência Dele, ou o amor Dele por mim. Eu sei. Nunca mais serei a mesma. O amor Dele me atraiu pra sempre, me conquistou, me estragou pro resto. Eu ainda demorei alguns anos pra me firmar, a história é longa. Deus foi muito misericordioso e longânimo comigo, muito mesmo. Mas, parei de fumar maconha antes mesmo de me firmar, graças as orações do meu pai e principalmente graças a um Deus que responde orações.

Só Jesus saciou a minha sede. Mais do que me libertar de coisas que me aprisionavam, Ele me deu o verdadeiro sentido de viver. E a esperança de uma vida eterna. E tem coisa mais importante na vida?

Jesus é a única água que sacia a sede por completo, como nenhuma outra fonte. Como Ele mesmo disse para a mulher samaritana, em João 4:13-14: "Afirmou-lhe Jesus: Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele porém, que beber da água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna." Você nunca mais será o mesmo depois de experimentar a água da fonte que só Ele tem para oferecer. 

Eu sei, que muitas pessoas, que me conheciam antes, acham que eu enlouqueci completamente. Que sou radical demais, exagerada. Não conseguem me entender. Podem até achar que a minha mudança nem foi pra melhor. Mas, ninguém pode negar que eu sou uma pessoa diferente. Algo, de fato, aconteceu comigo. O que eu compartilho aqui explica apenas um pouco, do porquê.  

Para finalizar, quero deixar uma passagem da Bíblia que eu amo e reflete essa minha história com Deus. Talvez alguém possa se identificar. Fala assim: "Mas Deus escolheu as coisas loucas desse mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes." I Coríntios 1:27. É assim que eu me sinto diante de tudo o que Ele tem feito por mim.

Agora para você que está lendo...

Você não é tão pequeno assim que Ele, Jesus, não possa te encontrar.
Você não é tão pecador assim que Ele não possa te perdoar.
A tua sede, só Ele pode saciar.
Simplesmente peça a Ele. Pois, todo o que pede, recebe. Sem exceção!

Deus te abençoe!

M.S.

domingo, 20 de maio de 2012

No Place I'd Rather Be


No place I'd rather be
No place I'd rather be
Here in your love, here in your love

Set a fire down in my soul
That I can't contain that I can't control
I want more of you God

| C - F - Am - F |

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Amor Que Vem Como Uma Cachoeira

Senti uma vontade de compartilhar aqui a minha experiência com o amor de Deus e refletir um pouco sobre o tema. Eu sei que pode parecer algo óbvio, para alguns. Mas, será que é tão óbvio assim? As vezes as coisas aparentemente mais simples, são as mais difíceis de entender. O que me faz pensar que para essas coisas, faz-se necessário uma revelação que vem do próprio Deus. Sabe aquela revelação que abre as portas do entendimento e faz de uma afirmação tão usada por todos, uma verdade libertadora, transformadora, em sua própria vida? Pelo menos pra mim, uma revelação do amor de Deus mudou minha vida, por completo. Mas, sei que ainda estou muito longe de entender a largura, a profundidade e o comprimento do amor de Deus. Então continuo na busca de um entendimento maior, mesmo sabendo que só terei uma compreensão total quando estiver face a face com Ele, um dia.
Nesse final de semana, o pastor da igreja que frequento aqui, Mike Bickle, trouxe uma palavra maravilhosa sobre o amor de Deus. Compartilhou com a igreja um sonho que ele teve a muitos anos atrás, no qual, ele estava pregando para milhares e milhares de jovens em um ginásio e ouvia Deus pedindo que ele declarasse a eles: Hefzibá – que significa: o meu prazer está em vocês, eu me agrado de vocês! (Isaías 62:4). Mais uma vez Ele estava fazendo essa declaração de amor sobre a igreja. E a igreja foi coberta por Seu amor. Depois da palavra, o pastor pediu para que fosse a frente todos aqueles que queriam uma maior compreensão do amor de Deus para suas próprias vidas. E lá estava eu, chorando diante da presença de Deus (como sempre, risos). Lembro da minha oração naquele momento. Eu pedia ao Pai que Ele me mergulhasse no Seu rio de amor. Nesse momento, minha amiga, Lina, começou a orar por mim. E durante a oração ela teve uma visão ao meu respeito. Ela me via debaixo de uma grande cachoeira, tão poderosa quanto Niagara Falls (ou Foz do Iguaçu para os brasileiros, risos). Era uma cachoeira do amor de Deus. E eu estava ali debaixo dela dançando. E as vezes me inclinava por não conseguir conter a força das águas. Quando ela me contou a visão eu comecei a chorar muito, por ver que Ele estava falando comigo, em resposta a minha oração. E naquele momento uma “ficha caiu”, eu queria mergulhar no amor Dele, mas Ele na verdade queria que eu simplesmente aprendesse a receber aquele amor. Que é gratuito, eterno, incondicional. Um amor tão poderoso quanto uma cachoeira. Amor, que a gente não tem que fazer nada para merecer, mas se abrir para receber.  E, assim que você o recebe, você nunca mais é o mesmo.
Uma grande revelação do amor de Deus aconteceu para mim no ano de 2004, que foi o ano em que eu me firmei de verdade. Lembro de ter consagrado aquele ano todo a Deus. Eu estava me preparando dias antes, que na hora da virada, antes de cumprimentar qualquer outra pessoa, eu primeiro oraria a Deus, entregando meu ano a Ele. Foi uma oração de 5 segundos que mudou a minha vida, pra valer. Um pouco antes disso, ainda desviada dos caminhos de Deus, eu pedia a Ele que eu queria voltar para os caminhos Dele pelo amor e não pela dor (pois, sabia que ia voltar um dia). E Ele, pela sua infinita graça e misericórdia, me concedeu esse pedido. Após essa oração de ano novo, Ele começou a me perseguir com seu amor, de uma forma bem nítida. Lembro de ter feito uma viagem ainda em janeiro. Primeiro, fui pra Natal - RN, e lá um homem que trabalhava na pousada em que eu estava, perguntou se eu era cristã. Ele disse que via algo diferente em mim, mesmo eu fazendo as minhas loucuras de uma menina desviada. Aquelas palavras simples me marcaram, pois eu sabia que Deus estava falando comigo. Depois, eu fui para Fernando de Noronha. Em uma das minhas noites lá, eu estava jantando na pracinha da cidade, quando de repente percebi que haviam pessoas reunidas em uma roda, cantando uma música... A música era conhecida... Quando me dei conta o grupo reunido era dos Surfistas de Cristo, e eles estavam cantando uma música da minha primeira igreja, a Igreja Batista do Morumbi. Eu de novo sabia que Deus estava falando comigo. Depois disso, fui de Natal até São Paulo de carro, com uns primos meus. E durante todo o caminho Deus ia falando comigo, de forma simples, mas profunda. Em uma das noites estava perto do Pelourinho, em Salvador, Bahia. E vi um homem tocando berimbau. A música de novo me parecia conhecida... Quando eu me dei conta, ele estava tocando um outro louvor que havia marcado minha vida. Eu simplesmente não conseguia acreditar! Depois, eu fui para Itacaré e lá eu conheci uma menina que era da minha igreja de hoje, Bola de Neve, e fui a um show de reggae que só falava de Jesus e do Seu amor. Deus estava literalmente me cercando, mesmo eu ainda fazendo as maiores loucuras. Aquele amor estava me atraindo de volta a Ele de uma forma especial. 
Ao longo do ano de 2004 a minha sede por mais de Deus começou a aumentar. Passei a frequentar reuniões de oração da minha igreja na época, as reuniões eram chamadas de Maratonas de Oração, da Igreja Batista Palavra Viva. Ali comecei a ter cada vez mais o entendimento do amor de Deus por mim. E foi algo tão forte e tão transformador que até então o meu medo de me “firmar” e abrir mão do mundo foi completamente embora. Eu simplesmente me rendi ao Seu amor. Ele começou a confiar ministérios a mim (e eu não me julgava pronta e não estava pronta) e me deu vidas para eu cuidar. E eu lembro de falar para Ele, que já não queria mais ser a mesma pessoa, que eu queria ser um verdadeiro exemplo do amor Dele para outras pessoas. Eu sabia de onde Deus havia me tirado, eu sabia do tamanho dos meus pecados. Mas, o amor Dele me constrangeu, porque Ele me amou, sem que eu de fato merecesse. Me buscou, nos lugares mais obscuros. Isso por anos e anos de resistência e rebeldia da minha parte. 
Lembro, que na primeira vez em que eu me firmei de verdade, em 1999, eu amava a Deus com todo o meu coração, mas o temor de fazer algo errado e me dar mal era maior do que o amor. E o meu coração ainda estava dividido. O temor não me fez permanecer. Só a revelação do amor me transformou de verdade e me faz permanecer até hoje. O amor sempre vence o temor. Como diz a palavra: “No amor não há medo, antes o perfeito amor lança fora todo o medo, porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor.” I João 4:18.
Por que será que parece tão difícil de fato entender que Deus nos ama? A verdade é que Ele nos ama e se agrada de nós. E cada pessoa de uma maneira única e especial. A religião nos faz acreditar que o amor é condicional: é mais amado aquele que faz as coisas certas e erra menos, ou é mais amado aquele que ora mais, faz mais coisas pra Deus, ou aquele que está sendo abençoado por Deus, ou recebe um título. Mas, o verdadeiro amor de Deus é incondicional. É dom gratuito. É o amor como uma cachoeira sendo derramada. É o amor que lança fora o medo. É o amor que nos habilita a sermos pessoas melhores. É o amor que desperta em nós uma resposta apaixonada, uma rendição total a Jesus e aquilo que arde em Seu coração. É a única revelação que nos habilita a obedecer, de coração sincero e rendido.
No final das contas, o que vai mais importar nessa vida é a nossa resposta ao amor de Deus... Tudo se resume a nossa resposta ao amor maior! Deus vai nos perguntar: Qual foi a sua resposta ao amor de meu filho, Jesus, mostrado naquela cruz, por você?
Fica aí uma reflexão e um convite para você se abrir para receber esse amor de Deus, que vem sobre você como uma cachoeira... 
O conhecimento de Deus, reside na revelação do amor!

"Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, 
Ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, 
por meio do Seu Espírito,
para que Cristo habite em seus corações  mediante a fé;
e oro para que vocês, arraigados e alicerçados em amor, possam,
juntamente com todos os santos, compreender a largura,
a altura e a profundidade, 
e conhecer o amor de Cristo que excede todo o entendimento,
para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus."
Efésios 3:16-19 

M.S.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Urforgettable

Sabe um daqueles momentos na vida que você simplesmente sabe que são especiais e inesquecíveis?!
O que faz toda a diferença nesses momentos é quem está com você e nem tanto onde vocês estão. Mas, se o lugar for lindo, o momento se torna ainda mais especial.
Você não quer que o tempo passe (e o paradoxo é que eles parecem passar mais rápido).
Você quer curtir ao máximo cada segundo, minuto, na maior intensidade possível!
E quando acaba, você fica relembrando cada detalhe, sem parar.
Você sabe, tem a certeza que vai lembrar desses momentos pro resto de sua vida.
Não há muito o que falar... São verdadeiros presentes de Deus.
O coração fica grato e feliz. 
Simplesmente inesquecível!






quinta-feira, 10 de maio de 2012

Sempre Há Uma Escolha

Diariamente, a vida te apresenta escolhas...

O que você escolhe determina a qualidade da sua jornada.

Você pode escolher entre...

O caminho que conduz a vida, por mais dificil que seja x O caminho que te leva a morte, por mais fácil e atrativo que possa parecer...

Proferir palavras de benção sobre você e o teu próximo x Proferir palavras de maldição: julgando, criticando, rotulando tudo e a todos.

Viver por fé, de fato crendo no que está além dos que os olhos podem ver e presenciar milagres x Viver pelas circunstâncias e ser abalado por elas.

Crer nos sonhos que Deus colocou em teu coração x Desistir, porque afinal de contas é muito difícil...

Ser benção para outras pessoas x Viver só para satisfazer o seu eu, que nunca se satisfaz por completo...

Esperar em Deus x Fazer do seu próprio jeito e se dar mal...

Perseverar adiante, permanecendo inabalável x Olhar para trás e acabar frustrado e sem esperança...

Perdoar e ser livre x Viver amargurado e preso ao seu passado.

Adorar a Deus sempre, com coração grato e feliz x Murmurar, achando que Deus te deve alguma coisa, viver triste por conta disso.

Ser e viver a palavra de Deus x Se conformar com a cultura desse mundo e ser guiado por ela.

Ser fiel no pouco, sendo colocado sobre o muito um dia x Viver tentando dar um jeitinho, pulando etapas, não aprendendo com o processo e não se satisfazendo nunca, mesmo com o muito.

Aprender com seus próprios erros e seguir em frente x Achar que você nunca faz nada de certo mesmo, fazendo dessa declaração uma verdade em sua vida.

Crer que Deus te ama e tem o melhor pra você x Achar que Ele quer o teu mal, te castigar, porque afinal de contas, você não é perfeito...

Descansar, confiar em Deus e ter um espírito manso x Tentar controlar aquilo que é maior do que você: circunstâncias, tempo, pessoas... E acabar sempre sobrecarregado, com uma alma agitada, sem paz.

Escolher ser feliz em Deus mesmo quando uma porta se fecha, uma derrota vem, uma doença aparece (porque a felicidade que só Ele tem pra você é maior do que coisas) x Ser uma pessoa amargurada, dura de coração, que não acredita mais nas coisas boas que Deus tem pra você.

Acreditar que a tua vida é uma expressão única de Deus ao mundo, que há autenticidade em você e em sua história x Viver se comparando com outros, se achando em desvantagem. Sendo que esse outro que você tanto se compara tem um milhão de problemas e inseguranças, assim como você. 

Aproveitar cada pequena etapa da vida x Viver só em função de resultados, perdendo o que é mais importante, a vida em si...

Tentar mesmo sabendo que pode não dar certo, mas pelo menos tentar x Nunca tentar, nunca se arriscar e não sair do lugar.

Fazer as coisas pra Deus, por Ele, através Dele, mesmo que seja rejeitado por homens, mas reconhecido por Deus x Buscar o aplauso de homens e perder a melhor parte, não ser reconhecido por Deus.

Se aprofundar no conhecimento de quem Deus é x Se acomodar na religião e nunca conhecê-lo de verdade.

Viver na intensidade o presente, o dia de hoje, que Deus te deu x Viver preocupado com o futuro, ou remoendo o passado e perder o seu presente, que nunca mais vai voltar...

Se reconhecer como o co-autor da sua vida (sem se esquecer que o autor principal é Deus) e se responsabilizar pelas suas escolhas, erros e decisões. Ser um participante ativo e consciente de sua própria história x Se colocar como vítima. Culpando outras pessoas, o sistema, a religião, a sociedade pelos seus problemas e nunca fazer nada pra mudar sua história. Ser alguém passivo em sua própria história.

Saber que é só através do Espírito Santo que você vai conseguir tomar as escolhas certas. E que a força não vem de você, mas Dele x Achar que pode fazer tudo sozinho e acabar frustrado por não conseguir.

Crer na palavra de Deus como uma palavra viva e buscar toda a verdade e realidade que está contida nela e não se conformar até que você viva a plenitude dela x Justificar a palavra e o "não cumprimento" de algumas promessas, com teorias humanas, mostrando, na verdade, a sua falta de fé.

Tomar posse de tudo o que Jesus já fez pra você, porque o mais alto preço de todos já foi pago x Achar que Ele ainda precisa fazer algo mais poderoso por você.

Viver através da revelação do amor de Deus por você x Viver com medo, longe do verdadeiro amor.

A lista de escolhas é infinita... A questão é: Qual vai ser a sua escolha?

Pense nisso!

M.S.